28/07/2005

Mais um efeito colateral

Os estabelecimentos de ensino particular enfrentam um dilema: se não podem atribuir as horas sobrantes (4, 6, 8, ...) a um professor acumulador irão ser obrigados a fazer contrato com um professor não-acumulador que após x contratos (ainda serão 3 ou já serão os 7 do novo código... ajudem este ignorante!!!) terá que ser vinculado aos quadros dessa escola. Isso sem nunca ter tido um horário completo. A alternativa que se perfila é a de levarem um chuto e serem substituídos por outro professor não-acumulador...

1 comentários:

Maeve disse...

Bom, tenho uma amiga que acumula num colégio particular e onde já se encontrava a contrato. Exceptuando 1 professor do referido colégio,todos os restantes estão em acumulação. Qual foi a solução encontrada? Regressarem aos recibos verdes e pronto. Ficou resolvido e a contento do colégio.A minha amiga disse-me: "Não me rala voltar aos recibos verdes porque em termos de descontos o que me interessa é o Público e o resdto se for preciso não declaro."