12/07/2005

Post de uma cibernauta

Uma leitora deste blog enviou-nos um e-mail que aqui transcrevemos:

Estimado Colega

gostaria de contar com o seu blog para esclarecer centenas de colegas que vão permanecer eternamente contratados no 2ºCiclo, sendo ultrapassados por centenas de professores, na sua maioria, com classificação inferior.

A questão: Quem são os professores com habilitação profissional para o 2ºCiclo (desde LP até Ed. Física) que são colocados no 1ºCiclo?
A resposta:Nos concursos anteriores, os que tinham uma graduação profissional baixa o que não lhes permitia ter acesso a um horário no 2ºCiclo. No actual concurso, todos os professores que já perceberam que a passagem durante 1 ano no 1ºCiclo dá acesso, quase sempre, a 1 lugar de QZP ou QE do 2ºCiclo.

Vejamos a situação do 4ºGrupo (Matemática e Ciências da Natureza), após a análise das Listas Definitiva de Graduação e de Colocação, dos concursos de professores 2004/2005 e 2005/2006, verifiquei que um grupo com cerca de 150 professores provenientes do 1ºCiclo, na sua maioria com classificação profissional inferior ao dos primeiros candidatos do concurso externo, ter obtido lugar no QZP e QE, em zonas e escolas para as quais estes contratados tinham concorrido.

Muitas questões se levantam:
Será esta uma situação justa? Um ano no 1ºCiclo apresenta maior valor profissional do que 10 anos de contrato sempre no 2ºCiclo?
Será que o princípio da igualdade que deve reger um concurso está salvaguardado?
Porque motivo os sindicatos não querem interferir neste processo? Terão contribuído para ele?
Será este um dos motivos que influencia negativamente a qualidade de ensino no 1ºCiclo? Que eu saiba os professores, p. ex. de EVT nunca tiverem durante o seu curso, disciplinas específicas de Did. da Língua Portuguesa nem de Did. da Matemática!

Sugestão: Quem tiver nesta situação, envie um pedido de esclarecimento à Sr.a Ministra da Educação, apresentando o seu caso e comparando-o se possível com em que a situação apresentada se verifique. Só deste modo, esta situação inacreditável pode chegar ao conhecimento a quem pode modificar as leis que regem o actual concurso.

4 comentários:

Ana Silva disse...

Um professor consegue entrar mais rapidamente em QE ou QZP no 1º Ciclo. Quem entra é porque tem Habilitação Profissional. Então, neste concurso, concorreu já como interno para mudança de ciclo - é claro que ficou à frente dos externos - concorreu na 4ª prioridade dos internos, tal como acontece com quem arrisca (ou arriscava) a ir para os Açores ou Madeira – entrava primeiro que os que só concorriam ao Concurso de cá e depois passava à frente. Devo, no entanto, dizer que a minha maior preocupação não é exactamente, neste caso, com os professores (cada um teve oportunidade de escolher o seu curso), mas com os alunos – é que o 1º Ciclo é demasiado importante no percurso escolar de um aluno para poder continuar a ser apenas local de passagem.

Anónimo disse...

Fiz um recurso hierárquico com base nesta questão:
Sou profissionalizada para o grupo 04, mas não licenciada por nenhuma ESE. Por este facto, estou impossibilitada de aceder à vinculação, pois sou ultrapassada por professores do 1º ciclo com metada da minha graduação. Esta situação coloca os candidatos em desigualdade face ao concurso e nivela por baixo.
E mais uma vez os sindicatos se estão a borrifar!

ana esteves disse...

Há alguns anos que os sindicatos são alertados para o facto de professores do 2º ciclo concorrerem para o 1º ciclo mas nada é feito. O grande problema prende-se com a falta de preparação...os cursos nas ESE preparam para a área específica em que se formam (EF, EVT, Mat., etc.)e não para o 1º ciclo. Não é por acaso que os professores do 1º CEB têm estágio integrado no 1º ciclo durante 3 anos! Quem sofre mais com tudo isto são de facto os alunos e é pena.

Anónimo disse...

Concordo que o sistema pode não ser justo para todos os docentes. Mas também acho que a palavra justiça pode ter várias interpretações. Fui professor do 1º ciclo durante 5 anos e este ano entrei e QZP do segundo, não fui incompetente, não fui desleixado e tentei sempre fazer o melhor trabalho possível. Penso que tive bons resultados etenho a certeza que esses resultados se devem também a 7 cadeiras relaccionadas com a did. da Língua Portuguesa e outras tantas de did. da Matemática que tive durante o meu curso, e também devido à prática pedagógica (no primeiro ciclo) que realizei durante um ano lectivo.Qual o meu curso? Professores do Ensino Básico variante Matemática e Ciências da Natureza. Nota de prática pedagógica (e não estágio integrado pois não é esse o termo legal)? 16 valores. Terei capacidade para dar aulas no primeiro ciclo? Cerca de 100 alunos e respectivos encarregados de educação podem responder. O porquê da minha escolha? Quero estabilidade, quero poder realizar o meu trabalho sem saber em que data vou ser colocado. Será justo? Não sei, mas será justo vincular no primeiro ano de trabalho na Madeira (eu sei que não é o que acontece agora) e no ano seguite passar à frente de centenas de pessoas? Escolhas é a esta palavra que se resume este problema.