15/09/2005

Próximo concurso fixa quadros de escola e zona educativa

O próximo concurso de professores irá fixar nas escolas, por três a quatro anos, os docentes que pertencem aos quadros de um estabelecimento de ensino ou de uma zona pedagógica, anunciou esta quinta-feira o secretário de Estado da Educação.


«Actualmente há 30 mil professores dos quadros de zona pedagógica afectos anualmente a uma escola diferente e isso vai ser alterado», explicou Valter Lemos, à margem de uma visita a uma escola básica do primeiro ciclo em Carnide, Lisboa.

«O sistema actual está montado para aumentar a mobilidade e a instabilidade e o objectivo é precisamente o de manter os professores nas escolas», sublinhou.

No início do mês, o primeiro-ministro, José Sócrates, anunciou que o próximo concurso de professores será válido por três a quatro anos, de modo a eliminar a «instabilidade permanente no ensino».

O líder socialista salientou, na altura, que no próximo ano lectivo o concurso de colocação de professores «será válido por um período de três ou quatro anos, conforme a duração do ciclo de ensino», para evitar a «instabilidade permanente provocada pelos professores em trânsito, saltando de escola para escola».

Esta quinta-feira, o secretário de Estado não quis especificar se os docentes terão obrigatoriamente que permanecer três ou quatro anos na escola onde foram colocados ou se poderão concorrer a outra, ressalvando que «há muitas cambiantes técnicas ainda a definir para os diferentes tipos de professores».

O responsável referiu também que serão revistas «as dimensões dos quadros de escola e de zona pedagógica para que o número de docentes se ajuste às necessidades dessas mesmas escolas».

As novas regras do concurso de professores 2006/2007 terão de ficar definidas até ao final de Dezembro, em apenas três meses de trabalho que incluem negociações com os sindicatos do sector.

2 comentários:

ruca disse...

Era melhor que se preocupassem primeiro com o concurso que está a decorrer. Já só faltam 6hhoras para acabar o dia 15 e onde estão as 1ª listas cíclicas? E depois ainda têm coragem de dizer que o inicio do ano lectivo se está a efectuar com normalidade!!! De certeza que temos conceitos de normalidade muito diferentes.

Prof24 disse...

De facto, esta espera é emocionalmente desgastante. Claro que o dia ainda não chegou ao fim; mas não tenho conhecimento ed que estas coisas aconteçam no concurso para magistrados, médicos e outros quadros da função pública. Enfim, é o tratamento que nos dão.