29/09/2005

Vamos exigir as 35 horas!!!

Recebi esta mensagem por e-mail e quero partilhar convosco...

Aos meus colegas professores: espalhem-na a ver se algumas coisas são
esclarecidas...

Vamos passar a exigir as 35 horas semanais... Assim a nossa sociedade não pode acusar os professores de trabalharem pouco...
"Pois eles até se queixam! Querem trabalhar 35 horas... só pode ser porque REALMENTE trabalham mais". Os pais deverão passar a perceber melhor o que se passa...

Há muitos que realmente não se preocupam com o trabalho que fazem e quanto menos melhor. Mas desses há em todas as profissões!

O que quero é trabalhar 35 horas e não me preocupar mais com a escola.
Porque, se a ideia for as 35 horas MAIS não sei quanto fora de horas então que nos paguem para isso, pois não há dúvidas que os "gordos" vencimentos que nos pagam são para 35 horas. Então vai ser o bom e o bonito: "Tenham paciência, mas não trago os testes! É que os computadores estiveram toda a semana ocupados por outros colegas. Fiquei até à hora de sair a olhar para as moscas porque não tinha onde trabalhar (o portátil é MEU, é para actividades de lazer, a escola não mo ofereceu!). Depois fui passear com a família. Estava fora das 35 horas. Vamos ver se para a semana temos mais sorte!" Ou então: -"O Stora!!! Outra vez o mesmo CD??? Tenham lá paciência. mas já requisitei outros no ano passado (iguaizinhos a uns que comprei para me entreter enquanto brinco com os meus filhos depois das 35 horas). ainda estou à espera. mas esta música é muito interessante, ora vamos lá abordá-la de uma outra forma, de certeza vocês vão gostar muito." (É que os professores que não tiverem imaginação e uma atitude muito positiva, não são bons profissionais). Ou ainda: "Desculpem lá, mas vou ao cinema com a minha mulher! São 17h e não posso continuar nesta reunião!" (Claro que posso ser obrigado a isso. se pagarem as horas extraordinárias. ou um
suplemento de isenção de horário!") Já agora. e a propagada necessidade de formação contínua, de
actualização??? No meu tempo familiar??? NEM PENSAR!!! Só nas desejadas 35 horas!!!!

EU QUERO UM HORÁRIO DE 35 HORAS!!!! E QUERO ORGANIZAR A MINHA VIDA PROFISSIONAL À VOLTA DESSAS 35 HORAS!!!! Exijo que me obriguem a estar na escola 35 horas, e mais nada! Ou então. calem-se e não me falem mais nisso pois, com jeitinho, pego num cronómetro e passo a impor-me 35 horas, mesmo
que não mo obriguem!!! Não gozem comigo!
A sério, vamos pedir as 35 horas!
Já agora, gostava de ver um estudo comparativo, sério, entre diferentes carreiras de licenciados. Horários, remunerações, sistemas de saúde, etc. Também gostava REALMENTE de saber que raio de privilégios é que tenho! É que se me parece que a nossa carreira é uma aberração, com um topo decente mas uma metade inicial uma anedota, seria interessante saber e não só parecer.

E para acabar, porque será que uma profissão que dizem tão privilegiada também dizem que só tem aqueles que não encontram mais nada??? Gostava de perceber. mas sou professor, não chego lá!
Eu também quero trabalhar as 35 horas na escola! Mas quero mais... Quero tirar as férias em diferentes alturas do ano e não ter de gramar sempre o Agosto!!! Tudo tão caro nesse mês. Vou já escolher: quero uma semana em Março, outra em Novembro e duas semanas na 1ª quinzena de Julho! E vou vender o meu PC de casa porque vou conseguir fazer tudo na minha escola!! Vai ser fantástico!

Vamos todos lutar pelas 35 horas!
Eu também quero trabalhar as 35 horas na Escola. E, já que ficamos cada vez mais igualados aos outros funcionários públicos, também quero poder marcar férias fora do período que medeia entre 15/7 e 31/8 (ou uma semana além, por causa do Serviço de Exames). É que fora desse período gozo melhor as férias: - há menos gente e tudo sai mais económico. Quero também deixar de ter o porta-bagagens do meu carro transformado num escritório ambulante, carregando testes, apontamentos e livros de casa para a Escola e vice-versa. Também quero poupar nos tinteiros para a impressora, nas resmas de papel e na energia eléctrica que gasto em casa, à conta da necessidade de preparar aulas, instrumentos de avaliação, reuniões, etc.
E mais, quero almoçar a horas e com sossego. As sandes do bar da Sala dos Professores, ingeridas num curto espaço de tempo, já me estavam a fazer mal ao estomago. Também quero que as reuniões acabem a horas e não se prolonguem para além das 20 horas, já para não falar de alguns Pedagógicos em que a Ordem de Trabalhos traz assuntos mais complicados que vão para além dessa hora. Quero sair à noite descansadamente, para tomar um café, sem pensar que ainda tenho alguns testes para corrigir, algumas notas a rever por causa das avaliações intercalares, etc...

Vamos exigir as 35 horas na Escola!!!

5 comentários:

a-real disse...

Pois é! Mas isso implica gastar mais dinheiro em instalações e materiais. Está fora de questão.
Mas se pensarmos bem, o raciocínio do colega aplica-se já com esta norma dos Tempos de Escola. Tenho um horário de 28 horas na escola, outras 7 em casa. Não sei se serei ave rara, mas trabalha para escola muito mais do que 7 horas semanais em casa. É que a própria leitura de qualquer texto relativo à nossa área disciplinar É TRABALHO. Mesmo que nos dê prazer. Não tenho culpa de gostar de ser professor e não posso ser penalizado por isso: «ha, coisa e tal, fazes o que gostas por isso ganhas menos». Não aceito. Mas é esse o raciocínio por detrás da inveja de muita gente.
Eu exijo já condições pois os TE não podem ser TB (tapaburacos), devem ser empregues em actividades úteis.

E, valha nos Deus... os putos precisam de arejar, namorar, jogar à bola ... precisam de ser putos.

Anónimo disse...

Não podia ter dito melhor!
Era assim que devia ser, mas, infelizmente trabálhavamos muito mais do que 35h e, agora, mais ainda...

Miguel Pinto disse...

Discordo da estratégia, caros colegas. Não tenha uma carta na manga mas creio que a afirmação do estatuto do professor não passa por aí.

Prof24 disse...

Provavelmente tem razão. Não é pela negativa que a classe vai reconquistar o seu estatuto. Parece-me que chegamos a uma daquelas zonas cinzentas da vida em que uns, por estarem acordados há demasiado tempo, começam a acusar o desgaste; e outros, por dormirem há tanto tempo, ainda não estão suficientemente empenhados.
Também eu fico à espera de ver surgir uma carta na manga. Será ela a Ordem?

Joao Soares disse...

Feliz Dia Do Professor....temos que ver fora do debate politico o que é a Educação...com mais novos e os mais velhos...atenção às discriminações e às divisões dentro dos profissionais, criadas pelas más politicas ministeriais...
Um abraço
Bioterra
http://bioterra.blogspot.com